Notícias

DME alerta para o perigo real de queimadas próximas às redes de energia elétrica

Focos de incêndio são comuns durante o período de estiagem

As queimadas provocam vários transtornos, ainda mais durante o período de estiagem, quando a vegetação fica seca e o fogo se propaga com mais facilidade. O clima quente e seco pode contribuir para o aumento dos casos de incêndio, além disso, a fumaça intensa coloca em risco a vida de motoristas que têm a visão prejudicada e também a rede elétrica, pois as linhas de transmissão ficam em áreas com vegetação.

Próximo às redes de distribuição de energia elétrica, o fogo pode trazer riscos para a segurança da população e também ameaçar o fornecimento de energia elétrica. Fogos próximos às estruturas de transmissão ou distribuição de energia podem comprometer o abastecimento de várias regiões. Para provocar curtos-circuitos nas linhas de alta tensão não é necessário que as chamas encostem nos cabos elétricos. O calor das queimadas e o campo ionizado em volta desses fios são suficientes para criar um efeito chamado de arco-voltaico, que pode inclusive provocar rompimento de cabo.

Para prevenir a ocorrência de queimadas próximas à rede de energia, a DME orienta sobre os cuidados que a população deve adotar quando identificar incêndios. O mais importante é que não se pratique. Para evitar acidentes, basta seguir algumas dicas simples: Procure fazer “aceiros” para controlar o fogo; respeite a “faixa de servidão” ao realizar o plantio; não solte balões; não jogue pontas de cigarro acesas, latinhas de metal ou vidro nas matas ou em acostamentos das rodovias.

Caso o calor ou o fogo provoquem o rompimento de cabos dentro da área de concessão da DME, a população deve manter distância e ligar imediatamente para a central de atendimento 24 horas da distribuidora, através do 0800 035 0196. O Corpo de Bombeiros deve ser acionado em todos os casos que envolvam incêndios, pelo 193.

Quem Somos

As empresas do Grupo DME são: empresas públicas, ou seja, capital 100 % público; constituídas sob a forma de sociedade anônima, pois esta é a única forma societária que permite às empresas terem somente um acionista; e de capital fechado, ou seja, não poderão negociar seus valores mobiliários no mercado, constituídas nos termos da Lei Complementar Municipal n.º 111, de 26/03/2010.

 

Links

Boletim DME

Redes Sociais